domingo, 3 de agosto de 2014

Guardiões da Galáxia (anotações)

- Não esperava esse começo nos anos 80! Gosto do contraste do futurista com o retrô. Boa a cena inicial da morte da mãe (embora isso pareça meio desconectado da história que vem a seguir).

- Produção incrível. Boa fotografia, cenários fantásticos (adorei o planeta cheio de gêiseres).

- Herói envergonhado -  não gosto da maneira cômica em que é retratado o protagonista (a cena inicial dele chutando os bichos e cantando, a piada com o nome "Star Lord", etc). Resto do time também não é muito admirável.

- Narrativa fraca. Herói não tem uma motivação pessoal muito forte (ele age mais por um senso de "dever" de ter que salvar o universo), trama envolvendo o orbe é genérica e não muito interessante (não há também um obstáculo ou um vilão muito forte), romance não empolga.

- Todos as cenas mais sérias e românticas do filme são quebradas por alguma piada que destrói a seriedade do momento (cena em que Quill salva Gamora do espaço, etc). Isso tudo está ligado à questão do "herói envergonhado".

- SPOILER: Filme confunde heroísmo com auto-sacrifício (Quill se lançando no espaço por Gamora, o grupo prometendo morrer junto pela missão, Groot se sacrificando no final, o que aliás não faz muito sentido - por que os ninho que ele constrói salvaria os Guardiões do impacto da nave?).

- SPOILER: Desnecessária a lembrança da mãe morrendo no final, quando Gamora pede pra Quill segurar a mão dela. Tentativa frustrada de dar mais profundidade psicológica pro filme.

CONCLUSÃO: Bem produzido e com certo apelo "pop", mas o roteiro não é muito forte e a questão do "herói envergonhado" estraga a experiência pra mim.

(Guardians of the Galaxy / EUA / 2014 / James Gunn)

FILMES PARECIDOS: Thor: O Mundo Sombrio, Homem de Ferro.


NOTA: 5.5

6 comentários:

Anônimo disse...

Que porra é essa imagem no canto? Não entendi lhufas. Faz parte do filme por acaso?

Caio Amaral disse...

Oi. Esse gráfico é pra ajudar a explicar as notas que dou pros filmes. Pra entender melhor, seria bom ler minha postagem "Senso de Vida":

http://profissaocinefilo.blogspot.com.br/2014/07/senso-de-vida.html

Anônimo disse...

Hehe, criativo e inovador, melhor que os críticos que simplesmente dão 5 pirocas, 4 ovos, ou 9 testículos de boi javanês pra avaliar os filmes. Mas, nem começou com os podcasts e já parou?

Caio Amaral disse...

Haha, nunca vi avaliação por testículos de boi javanês!
Os podcasts estão em fase de teste, hehe. Quero ver se é algo que eu curto fazer, e também se as pessoas curtem ouvir.. as primeiras reações foram mistas..

Thiago P. disse...

Eu gostei muito, não sei se é por que estava com uma expectativa muito baixa. Mas achei extremamente divertido e um dos melhores usos do 3D do gênero.

Acho que é um filme que dá pra relevar muitas coisas principalmente por ser um supergrupo que não teve filmes antes, se você comparar com Os Vingadores quase todos os heróis tiveram filmes solos pra contar sua origem.

Se comparar com "O quarteto fantástico" que é um supergrupo que não teve um "prequel" e ficou com a história bem dispersa e acabou sofrendo da falta de um vilão convincente também.

Mas ao que eu me lembre foi um dos melhores que já vi eu tenho uma lista meio bizarra de filmes de herói, os meus favoritos são "Speed Racer", "V de Vingança", "Hulk" e acho que vou incluir "Os Guardiões da Galaxia" nela!

Caio Amaral disse...

Oi Thiago...! Não sei, isso do grupo não ter tido filmes individuais antes pra mim não interfere muito.. Pra mim cada filme é um filme, independentemente do que veio antes.. Já teve filme de herói que eu nunca tinha ouvido falar e gostei.. e já teve filmes de heróis que eu conheço muito bem e não gostei.. pra mim o que pegou aqui foi mais o lance do herói envergonhado.. e em termos de roteiro / direção tb não achei nada muito acima da média (que nem achei no Speed Racer, por exemplo, q curti bastante quando saiu). Mas sem dúvida ele tem mais frescor e personalidade que outros recentes do gênero.. não parece um "enlatado" completo..